fbpx

Conheça 7 principais tipos de embalagens para o transporte de cargas

7 minutos para ler

Não é nenhuma novidade que existem diversos tipos de embalagens para transporte, armazenamento e distribuição nos mais variados segmentos do mercado, desde a indústria de materiais pesados, passando pelo setor alimentício até a área farmacêutica, por exemplo.

Contudo, é muito importante conhecer os modelos, sua composição e quando eles são indicados, pois isso ajuda a baratear os custos com frete, além de garantir a segurança e o estado de preservação das mercadorias.

Pensando nisso, preparamos este conteúdo, para que você conheça os 7 tipos de embalagens mais utilizados no transporte de cargas! Acompanhe.

Por que é importante saber escolher o tipo de embalagem correto?

Como a embalagem tem o papel de assegurar a proteção do item transportado durante todas as etapas de movimentação (desde que ele sai da fábrica até o ponto de venda), escolher o modelo correto é um atributo que permitirá que o produto seja manipulado adequadamente até que chegue ao cliente final, sem que sofra qualquer prejuízo, como perdas, danos ou contaminações durante o trajeto percorrido.

Afinal, durante todo o processo logístico, as mercadorias ficam vulneráveis a uma série de riscos, como:

  • impactos;
  • quedas;
  • oxidação;
  • compressão;
  • esmagamento;
  • vibração;
  • choques.

Uma embalagem de qualidade deve reduzir ao máximo esses riscos.

Em quais categorias se dividem os tipos de embalagem?

Existem diversas leis e normas regulamentadoras em relação ao uso de embalagens, que abrangem desde o material de composição até as informações sobre cada modelo. Assim, podemos afirmar que há cinco categorias que dividem os tipos de embalagens:

  • primárias — são as embalagens que têm contato direto com a mercadoria;
  • secundárias — em geral, são maiores e têm a finalidade de proteger a embalagem primária, para assegurar a integridade do produto durante o transporte e o manuseio;
  • terciárias — também muito utilizadas para manuseio e transporte, esse tipo de embalagem é capaz de comportar uma quantidade muito maior de mercadorias;
  • quartenárias — auxiliam durante a movimentação das cargas. Além disso, são compostas por mais peças, como paletes;
  • quinquenárias — modelos de embalagens especialmente utilizados para trajetos mais longos.

Quais são os principais tipos de embalagens?

Neste tópico, mostremos os diferentes tipos de embalagens, do que elas são compostas, para que são utilizadas e as características pelas quais são conhecidas. Confira.

1. Papel e papelão

Produzidas nos mais diversos formatos, tamanhos e tipos, as embalagens de papel e papelão costumam ser moldadas em:

  • sacos;
  • caixas de papelão;
  • envelopes;
  • bobinas de papel;
  • fardos.

Esses tipos de embalagens são utilizados pelos mais variados setores da indústria pelo fato de ocuparem pouco espaço de armazenamento e serem leves. Contudo, são limitados a pequenos pacotes.

Para resistirem à água, diversas técnicas foram desenvolvidas para melhorar o material. Por isso, é muito comum que embalagens de papel sejam usadas no setor alimentício. Vale mencionar, ainda, que essa matéria-prima é 100% reciclável e biodegradável.

2. Plástico

As embalagens plásticas são segmentadas em inflexíveis e flexíveis, tendo como principal característica o fato de poderem ser moldadas em diversos tamanhos e formatos. Entre os exemplos mais comuns, podemos citar:

  • sacolas;
  • sacos;
  • tubos;
  • paletes (estrados);
  • envelopes plásticos;
  • filmes;
  • galões;
  • engradados;
  • frascos.

Há diversas composições para os tipos de embalagens plásticas, como poliestireno, polipropileno, policloreto de vinila (o famoso PVC), polietileno de alta densidade (PEAD) e polietileno (usado na tradicional garrafa PET para embalar bebidas).

3. Madeira

Essas embalagens têm diversas utilizações, como armazenamento, transporte e distribuição de diferentes tipos de produtos (em geral, mais pesados e em quantidades maiores). Também podem ser classificadas em vários modelos conforme a sua montagem. Entre os tipos mais utilizados para transportar cargas, podemos citar:

  • paletes;
  • caixas;
  • bobinas;
  • barris de madeira;
  • contentores palete.

4. Vidro

Caracterizam-se pela elegância, embora sejam bastante frágeis. São ótimas alternativas para o transporte de líquidos ou mercadorias pastosas e úmidas (que exijam que o conteúdo seja exposto para os clientes e fiscais).

É muito comum que sejam utilizadas em formatos de frascos ou garrafas para cosméticos e perfumes, por exemplo. Vale lembrar, ainda, que esse material é uma excelente opção de armazenamento para produtos que não interagem bem com plásticos. Infelizmente, é um dos tipos de embalagens mais poluentes que existem, já que leva, em média, quatro mil anos para se decompor.

5. Alumínio

Altamente recomendado para produtos que não precisam ter seus conteúdos expostos. Uma de suas grandes vantagens é que esse material é um ótimo conservador de itens que precisam de proteção contra umidade, odor, luz e ferrugem. Além disso, a embalagem de alumínio é muito indicada para o aquecimento ou resfriamento do conteúdo, por isso, é amplamente usada na indústria alimentícia e por laboratórios farmacêuticos.

Contudo, o material não é indicado por marcas eco friendly (sustentáveis), já que a sua produção deriva de um mineral que causa altos níveis de poluição durante a extração, a bauxita.

6. Isopor

Outro tipo de embalagem comumente utilizado no setor industrial por conta de suas vantagens que beneficiam tanto o armazenamento quanto o transporte de alimentos frescos. No ramo de fast food e serviços de entrega de alimentos, o isopor é um dos protagonistas, pois é leve e ajuda a manter a temperatura dos alimentos.

Porém, é apreciado apenas por ser funcional do ponto de vista logístico, já que não tem utilidade para o marketing (as impressões são prejudicadas nesse material) e sua reciclagem é cara.

7. Laminada

Trata-se dos tipos de embalagens que são feitos a partir da união de dois ou mais materiais. Por exemplo, quando há uma parte metalizada com adesivo, uma película de polipropileno e BOPP transparente. Difícil entender o que isso significa? Pois bem, é apenas uma embalagem de salgadinho, mas que também é amplamente utilizada para embalar outros alimentos que exigem mais cuidado para serem preservados, como café, leite em pó, biscoitos, entre outros.

Quais erros você deve evitar na hora de escolher a embalagem para transportes?

Para concluirmos este conteúdo, é importante destacar alguns pontos importantes que merecem sua atenção na hora de escolher a embalagem para transportar suas cargas. Entre os erros mais cometidos por gestores, estão:

  • falta de qualificação e preparo da equipe — os funcionários precisam conhecer não apenas as práticas corretas, mas também a composição dos materiais e como se comportam durante o transporte e a manipulação;
  • falta de utilização de equipamentos adequados — hoje, podemos contar com tecnologias de transporte, máquinas e equipamentos que facilitam toda a cadeia logística, tornando-a mais dinâmica, segura e ágil;
  • logística inadequada — a escolha da embalagem deve estar integrada à alternativa de transporte contratada, já que a mercadoria não pode sofrer danos durante o trajeto;
  • armazenagem e manipulação inapropriadas — quando ocorrem falhas nesses processos, as mercadorias sofrem perdas irremediáveis, resultando em prejuízos à receita;
  • negligência às normas e aos requisitos legais — como já foi dito, existem diversas normas regulamentadoras para o transporte de produtos, assim como para o manuseio e o armazenamento. Porém, muitos gestores, por não conhecerem as regras, acabam violando leis e podem pagar multas ou até mesmo ter os produtos confiscados.

Como você pôde contemplar neste post, existem tipos de embalagens destinados para cada material, produto e mercadoria de diversos segmentos do mercado. É muito importante conhecê-los para realizar um planejamento eficiente e garantir a integridade das cargas durante todas as etapas do transporte.

Este artigo sobre os diferentes tipos de embalagens para transporte de mercadorias foi útil para seu negócio? Então, talvez você também se interesse por nosso conteúdo que explica como funciona a movimentação de materiais em uma empresa!

Posts relacionados

Deixe uma resposta

Share This

Receba nossos conteúdos em primeira mão