Passada a época de chuvas quais reparos preciso fazer?

6 minutos para ler

As chuvas são fundamentais para a nossa vida, porém, a ação da água pode trazer alguns problemas aos galpões e se o período chuvoso for mais longo os danos podem ser ainda maiores.

Entretanto, os danos que eventualmente ocorrem nos galpões em decorrência da ação da água, costumam deixar sinais visíveis, como, por exemplo, marcas de umidade na pintura, descascados na parede ou manchas de mofo que são problemas que normalmente estão relacionados à infiltração.

Portanto, passada a temporada das chuvas, chega o momento ideal de mapear os possíveis danos nos galpões e iniciar seus reparos.

Em razão disso, hoje vamos falar sobre alguns danos que devem ser observados nos galpões após a época de chuva. Confira.

O que devemos observar após a época das chuvas?

O período de chuva é quando podemos identificar os problemas nos galpões causados pela ação da água. Porém, para consertá-los é geralmente necessário esperar que o tempo esteja firme e seco. 

Assim sendo, deve-se aproveitar o fim da estação chuvosa para certificar-se que os galpões não apresentam avarias. Esse é o período ideal para observar sinais de presença de umidade e avaliar quais reparos deverão ser feitos, assim como realizar as manutenções preventivas no imóvel. 

Infiltração

A infiltração é um problema que precisa ser corrigido urgentemente. Trata-se de um processo pelo qual a água ultrapassa a estrutura do imóvel podendo causar danos em mercadorias, danos estruturais, além de manchas nas paredes e mofo. No período chuvoso esse problema costuma aumentar podendo até tornar o ambiente insalubre. 

Felizmente a infiltração é normalmente de fácil identificação. Paredes descascando ou estufadas, mofo, manchas escuras, goteiras, poças de água em dias secos, pisos descolando, trincas, deformações no chão e até mesmo danos na parte elétrica são sinais de que há infiltração em galpões.

Para reparar a infiltração é necessário antes de mais nada identificar de onde a água está vindo e assim investir na melhor solução, como por exemplo, produtos impermeabilizantes. A impermeabilização é uma ótima solução para evitar a infiltração.

Impermeabilizar as superfícies como paredes e telhados é o principal processo para combater a umidade e, por isso, precisa ser realizada corretamente, caso contrário pode contribuir para o surgimento de novas infiltrações. Mas tudo depende da escolha de um sistema adequado e da correta aplicação dos produtos para que não haja falhas.

Trincas e rachaduras nas paredes

Claro que nem todas as rachaduras e trincas são decorrentes de umidade. Entretanto, alguns casos são bem possíveis e tendem a se espalhar rapidamente afetando a estrutura do galpão.

Assim, se vir situações de rachaduras ou trincas após a época das chuvas, não exite em chamar um profissional para fazer a análise correta. 

Mofo

A infiltração provocada pela ação da água em época de chuva aumenta a umidade no galpão. Locais úmidos e escuros são ideais para o surgimento e proliferação de mofo, que resulta da presença de fungos. Ou seja, o mofo ocorre pela má ventilação do ambiente e pela infiltração de água nas paredes e solo. 

O mofo apresenta uma coloração verde em paredes, telhados ou qualquer superfície que são frequentemente expostas à água. 

Para eliminar o mofo é preciso fazer a limpeza do ambiente com produtos adequados e em dias secos. Outra dica importante é investir em iluminação tanto natural quanto artificial e na ventilação do espaço, pois elas auxiliam na diminuição da umidade. É lógico que é preciso acabar com os focos de infiltração ou esse problema voltará a ocorrer.

O telhado

A ação da água em época de chuvas pode causar estragos nos telhados dos galpões. 

Qualquer espaço que houver é suficiente para que a água de chuva possa infiltrar-se, seja pelas frestas entre telhas, entre a telha e a cumeeira ou entre telhado e calhas. 

Não podemos controlar ou prever o comportamento da chuva, não é mesmo? Ora ela pode ser intensa, com fortes ventos, ora mais branda. 

O fato é que algumas precipitações podem causar infiltrações, quebrar as telhas e outros problemas. Dependendo da inclinação do telhado, por exemplo, podem surgir acúmulos na cobertura e o vento pode espalhar a água, que pode entrar através dos encaixes das telhas.

Por isso, após a temporada de chuvas, deve-se observar nos galpões se as calhas, rufos e dutos estão bem dimensionados; ou se há entupimentos dessas calhas, rufos e dutos; se a inclinação dos telhados está adequada ou não; se há telhas sobrepostas ou mal encaixadas; quebradas ou furadas; e até mesmo se material da telha absorve a água da chuva.

Entupimento de calhas e rufos

Nem todo mundo sabe ou valoriza, mas calhas e rufos são de grande importância nas edificações.

As calhas são uma espécie de canaleta colocada à beira do telhado e ao longo de todo ele. Elas têm o objetivo de coletar a água da chuva que cai dos telhados e conduzi-la para os tubos de quedas ou condutores verticais. 

Já os rufos são utilizados para proteger as paredes expostas e evitar as infiltrações nas juntas entre o telhado e a parede.

Tanto as calhas quanto os rufos têm a finalidade de impedir de molhar as paredes em épocas de chuva.

Entretanto, as chuvas e os ventos podem trazer folhas, areia, objetos (pode ser que o galpão seja cercado por prédios altos e pode acontecer de alguém jogar objetos pelas janelas, por exemplo) que acumulam nas calhas e rufos, consequentemente irá causar maior acúmulo de água.

Essa água acumulada infiltra pelas paredes e causa danos. Por essa razão, é tão importante realizar a limpeza periódica das calhas e, principalmente, após a época das chuvas. 

Como vocês puderam conferir neste artigo, especialmente após a época das chuvas é sempre bom averiguar os galpões para certificar se a ação da água da chuva causou algum dano que necessite de reparo. 

Vimos também que a impermeabilização é uma das principais e melhores formas de prevenir e reparar os problemas de umidade, causados na maioria das vezes pelo acúmulo de água e infiltração em decorrência das chuvas.

Gostou desse conteúdo? Aproveite e assine nossa newsletter e fique por dentro de vários outros conteúdos produzidos por quem é especialista em galpões.

Posts relacionados

Deixe um comentário

Receba nossos conteúdos em primeira mão