Logística no Brasil: confira agora o cenário atual desse setor

6 minutos para ler

A logística no Brasil passa por contínuas modificações de acordo com o cenário econômico e a situação mundial. Em 2020, por exemplo, acontecimentos importantes puderam ser observados em consequência da pandemia de COVID-19 e das medidas de isolamento social decretadas pelos governos estaduais e municipais de todo o país.

Entre eles, há o fato de que houve um aumento significativo da demanda online, uma vez que as lojas físicas, em sua maioria, foram fechadas para obedecer às exigências dos órgãos públicos, o que exigiu uma adaptação ágil por parte das empresas — especialmente se abordarmos sua logística.

Pensando nisso, elaboramos este artigo para que você confira alguns dados importantes sobre o tema, além de ficar por dentro de como é possível se destacar em um contexto desafiador. Boa leitura!

Como está a logística no Brasil em 2020?

Conforme abordamos, a pandemia de COVID-19 (doença causada pelo novo coronavírus) exigiu que as empresas se adaptassem a uma nova realidade. Aquelas que já disponibilizavam seus produtos de forma virtual e tinham uma equipe acostumada com essa demanda se destacaram, uma vez que estavam preparadas para o mercado digital.

Afinal, quando se trata de uma gestão de e-commerce, é preciso contar com boas estratégias de marketing, um canal que traga usabilidade ao usuário e uma equipe que esteja preparada para tirar as dúvidas dos clientes e também oferecer um bom atendimento.

Além disso, existe a necessidade de realizar uma boa gestão de estoque para enviar pedidos dentro do prazo preestabelecido, gerenciamento de fretes e controle das entregas no que diz respeito ao transporte e à logística. Com uma demanda em alta, todos esses quesitos devem ser considerados para garantir a satisfação e a fidelização de seu público.

Dados que comprovam o crescimento dessa demanda

Somente em abril, os e-commerces no país observaram um crescimento de 81%, com um faturamento que chegou a 9,4 bilhões de reais. Devemos destacar, porém, que nem todos os setores foram beneficiados com as medidas de isolamento.

Entre aqueles que mais viram seus números dispararem, destacam-se alimentos e bebidas (aumento de 294,8% em relação ao mesmo período de 2019), instrumentos musicais (252,4%), brinquedos de forma geral (241,6%), eletrônicos (169,5%) e enxoval (165,9%).

Entretanto, uma particularidade específica desse período desafiador pôde ser notada pelos gestores. Apesar desse crescimento significativo nas vendas, o ticket médio sofreu uma queda. Ou seja, apesar de comprarem mais, as pessoas estão buscando por itens mais baratos.

Além disso, mudanças nos hábitos também foram percebidas, como o crescimento do consumo de produtos relacionados à saúde, higiene e bem-estar.

Lojas que precisaram se adaptar ao novo contexto

Conforme mencionamos, as lojas que não ofereciam essa facilidade aos seus usuários precisaram se adaptar ao novo contexto. As empresas que ainda não tinham um comércio eletrônico tiveram que ser ágeis para manter o bom faturamento no período de isolamento social.

Nesse sentido, nos meses em que a quarentena não contou com medidas de afrouxamento nas principais capitais do Brasil (Rio de Janeiro, São Paulo e Belo Horizonte, por exemplo), foi registrado um crescimento médio de 400% no número de lojas que estrearam seu comércio eletrônico.

De acordo com a Associação Brasileira de Comércio Eletrônico, também conhecida como ABComm, o registro médio de novas empresas na internet era de 10 mil por mês até a segunda quinzena de março. A partir de então, houve um salto para 50 mil aberturas mensais, o que comprova a força dessa área nesse período.

Além disso, a ABComm informou que, até o momento, mais de 100 mil novas lojas estão no ar, com setores de moda, serviços e alimentos se destacando como os principais.

Desafios na logística para os próximos meses

Desde que a pandemia ganhou força no país, observamos mudanças significativas no cenário econômico e também no modo como as empresas trabalham e lidam com seus profissionais. Apesar de já terem passado mais de 100 dias desde o primeiro caso confirmado no Brasil, o período ainda é de incertezas, especialmente no que diz respeito à logística.

Existem alguns desafios e riscos que podem impactar a área. Centros de distribuição precisarão redobrar a sua atenção para evitar aglomerações e contar com as medidas de higiene necessárias para garantir a segurança dos profissionais.

Além disso, com o aumento do número de casos em determinadas regiões, há os riscos de restrições de entregas para conter o avanço da doença, o que afetaria diretamente as empresas de diferentes setores. Diante disso, deve-se destacar o desafio de faltarem suprimentos que afetarão o abastecimento, principalmente produtos considerados essenciais.

Para que nenhum desses problemas prejudique o seu negócio, o ideal é fazer o mapeamento dos riscos e elaborar estratégias com o objetivo de minimizar os impactos em sua empresa.

Como um galpão logístico contribuirá nesse sentido?

Conforme mostramos, entre os desafios que esse cenário apresentou para as empresas há o aumento significativo da demanda, o que pode, muitas vezes, ocasionar a falta de suprimentos suficientes para atender a todos os pedidos.

Nesse sentido, os galpões logísticos podem funcionar como uma alternativa para a empresa, uma vez que requerem um baixo investimento inicial e garantem a expansão das operações. Ao optar por eles, você terá a oportunidade de escolher uma localização em grandes centros, o que facilita o deslocamento e a entrega dos produtos.

Por fim, terá uma estrutura adequada para a armazenagem dos produtos e flexibilidade para guardá-los, o que garantirá uma produtividade maior de seus profissionais e mais eficiência na logística.

Neste artigo, você pôde entender de forma mais precisa sobre como está a logística no Brasil, além de ficar por dentro das transformações ocorridas em 2020 devido aos últimos acontecimentos mundiais.

Conforme observamos, contar com as vantagens de um galpão logístico permitirá uma gestão melhor por parte do seu negócio. Para encontrar o ideal, busque por aquele que esteja de acordo com as suas necessidades e tenha uma localização estratégica para garantir a efetividade de suas entregas.

Gostou deste post? Compartilhe esse conhecimento sobre logística nas redes sociais para que seus amigos também fiquem por dentro dessas transformações.

Posts relacionados

Deixe um comentário

Receba nossos conteúdos em primeira mão