fbpx

Galpões Logísticos: quais são as tendências no mercado nacional?

13 minutos para ler

O cenário para empresas que usam galpão logístico no Brasil é cada vez melhor. Com o aumento do uso desses locais, seus proprietários passaram a melhorar as ofertas, apresentando opções mais desenvolvidas, com mais benefícios para o mercado.

O uso de galpões tem se popularizado nos últimos anos, principalmente com o aumento do comércio eletrônico — setor que teve crescimento nominal de 7,4% em 2016 e previsão de mais 12% em 2017, de acordo com o relatório Webshoppers da Ebit.

Atualmente, o Brasil conta com mais de 12 milhões de m² de construções em galpões logísticos, sendo que 60% desses locais ficam em São Paulo. No terceiro trimestre do ano passado, a absorção do setor, ou seja, o uso das construções disponíveis, aumentou 24%, mostrando o avanço desse mercado.

Se você quer saber tudo sobre galpão logístico, continue a leitura do nosso post!

O que é um galpão logístico?

O galpão logístico é um espaço para desenvolvimento de operações logísticas, como o recebimento, separação, armazenagem e distribuição de mercadorias. Ou seja, é um local para estocagem e manipulação de cargas e materiais dos mais diversos tipos.

As organizações que trabalham com transportes, distribuição e braços logísticos de grandes empresas vêm se implantando em em locais específicos para este fim, mais conhecidos como galpões logísticos.

Como escolher o melhor para sua empresa?

No momento de escolher um galpão é interessante levar em consideração três fatores que são cruciais para a tomada de decisão, apresentados a seguir.

Área do empreendimento

Estude as dimensões que são necessárias para a execução dos processos realizados pela empresa, para fazer a estocagem das mercadorias e também para que os funcionários e os transportadores possam operar de forma produtiva e adequada.

Piso

Logo depois devemos analisar o piso e, para isso, precisamos levar em consideração tipo de transporte e a circulação na área interna, além do volume de carga que será armazenado. Portanto, o piso mais adequado deve suportar uma quantidade de toneladas por metro quadrado suficiente para que não se danifique. O mais comuns são aqueles com capacidade de carga entre 5 e 7 ton/m².

Altura do galpão

Por último, avaliamos a altura do galpão, ou seja, o pé direito. Em geral é preferível escolher um local com essa medida mais alta, para ter uma boa ventilação na área interna. Além disso, as mercadorias são empilhadas verticalmente, logo, quanto mais alto o galpão, maior é o espaço para estocagem.

Quais são as tendências no mercado nacional?

Nesse cenário, as construtoras e empresas responsáveis por condomínios logísticos precisaram melhorar as opções oferecidas. Elas passaram a seguir tendências de estrutura, sistemas de proteção, sustentabilidade e outras mudanças que oferecem galpões cada vez mais interessantes e estratégicos para seus clientes.

Pensando nisso, colocamos abaixo as principais tendências para galpões logísticos no cenário brasileiro para você não perder novidades e oportunidades para o seu negócio.

Estrutura e cobertura

Começando com as mudanças em estrutura, os modelos mais tradicionais de galpões logísticos foram construídos de forma pré-moldada em concreto. Essa forma de edificação foi criada como alternativa de redução de custos, desperdícios e tempo de obra.

Nos últimos anos, percebemos que as estruturas passaram a ser construídas com modelos mistos, ou seja, a cobertura do galpão não é mais feita com concreto e, sim, com materiais e telhas metálicos.

Esse padrão de construção é usado nos galpões classe A, considerados melhores e mais sofisticados que os anteriores. O modelo é mais interessante por ser mais econômico e tecnicamente superior, além de oferecer menor risco de patologias, protegendo o que for colocado em seu interior.

A fabricação desse novo modelo não necessita de emendas e parafusos aparentes, podendo ser fabricado e montado no canteiro da própria obra — o que resulta em ganho de tempo para todo o projeto. Ademais, a nova estrutura carece de menor carga de pilares e fundação, o que agiliza ainda mais o processo.

Ao procurar por um galpão logístico, se a opção da empresa for construir, é importante atentar para o tipo de estrutura e cobertura utilizadas, buscando os melhores modelos para o negócio.

Lembre-se de que, independentemente da escolha, tanto modelos pré-moldados quanto mistos devem seguir as especificações técnicas determinadas pelo CREA (Conselho Regional de Engenharia e Agronomia) e governo local.

Fechamento

Outro fator que tem sofrido alterações em galpões logísticos são seus fechamentos laterais. Tradicionalmente, telhas metálicas são mais utilizadas nas estruturas pré-moldadas, porém, sistemas construtivos chamados tilt-up tem chamado a atenção por sua eficiência em outros locais, como nos Estados Unidos.

Ainda não muito empregado em território nacional, esse sistema apresenta paredes ou fechamentos com base de concreto, feitas de forma pré-moldada in loco, ou seja, diretamente no canteiro da obra. O processo prepara a peça para atingir a resistência necessária na criação e depois são alçadas até suas posições, sendo escoradas no galpão.

Apenas algumas construtoras usam esse modelo, apesar dele apresentar benefícios melhores para a estrutura e maior agilidade em obra. Por isso, é importante avaliar sua adoção no momento de escolha do local.

Proteção contra incêndio

Uma preocupação constante dos proprietários que usam galpões a fim de manter suas mercadorias em ordem, além de empresas que alugam ou vendem esses locais, é a perda ou danificação do ambiente por meio de incêndios.

Casos como o da empresa Vila Velha, que perdeu 80% de um complexo logístico em 2017, fez com que as normas se tornassem mais rigorosas nesse contexto.

As medidas mais usadas, agora, são as instalações de compartimentações dentro dos galpões, ou seja, a subdivisão do espaço criando ambientes onde o incêndio pode ser controlado sem danificar todo o espaço. Além geralmente é necessária a instalação de hidrantes e sprinklers, que controlam o fogo, de acordo com o perfil e tamanho do imóvel.

No estado de São Paulo é obrigatória a compartimentação para galpões modulares maiores que 2.000 m². Já no Rio de Janeiro há obrigatoriedade do uso de chuveiros automáticos, de acordo com as classificações das edificações. Em Minas Gerais, a compartimentação varia conforme o tipo de material armazenado e é obrigatório o uso de controladores de fumaça.

Apesar do custo de implementação de sistemas de segurança contra incêndio serem altos, percebe-se que as construtoras e proprietários têm investido para garantir maiores proteções em seus investimentos e também para oferecer mais benefícios aos seus clientes, atendendo, é claro, as normas da legislação.​​

Sustentabilidade

sustentabilidade é uma tendência comum em diversos mercados e setores e isso inclui a construção de empreendimentos logísticos. Diversas práticas e soluções estão sendo adotadas para atrair clientes e criar essa característica em galpões logísticos, tais como:

  • tratamento de água e esgoto;
  • uso de luz natural;
  • utilização de ventilação natural;
  • uso de área verde no paisagismo e ambiente interno.

Sendo a construção civil responsável pelo consumo de mais de 70% de toda a matéria-prima do planeta, esse segmento tem grande responsabilidade na tarefa de reduzir os impactos ambientais, revertendo degradações.

Por isso, muitas construtoras estão usando medidas mais corretas em suas obras, principalmente nas questões de resíduos deixados por elas. Algumas das medidas tomadas são:​

  • aquecimento solar;
  • reuso de águas pluviais para manutenções de jardins e limpeza das áreas comuns;
  • inclusão de painéis de energia solar;
  • coleta de lixo seletiva;
  • equipamentos de redução de desperdício de água, como torneiras com fechamento automatizado;
  • equipamentos para diminuição do consumo elétrico, como lâmpadas de LED e sensores de presença;
  • materiais sustentáveis e alternativos, como reciclados;
  • climatização otimizada.

A sustentabilidade é uma tendência global que agrega valor para as empresas, por isso, muitas construtoras estão seguindo medidas para alcançar certificações e garantirem seu reconhecimento. Uma delas é a LEED (Leadership in Energy and Environmental Design), considerada o título mais importante nas avaliações socioambientais de empreendimentos.

Quais são os principais erros ao escolher um galpão logístico?

O galpão logístico é uma ótima tática para a melhoria do sistema de distribuição de mercadorias. Hoje podemos observar a existência de uma grande quantidade desses espaços no Brasil com a finalidade de simplificar o transporte e minimizar o tempo de entrega.

Esse caminho é apto de prover otimizações significativas no âmbito de armazenagem, além de acelerar todos os procedimentos logísticos. Mas, para que o investimento seja benéfico, é necessário ter prudência.

Por essa razão, a escolha do galpão logístico deve ser feita com segurança a fim de que não haja nenhuma forma de prejuízo. Então, agora, veja quais são os principais erros ao escolher um galpão logístico.

Não checar corretamente as condições estruturais

Na questão de infraestrutura é essencial dispor de cuidado e tempo, para analisar e avaliar a qualidade do galpão a ser locado. Portanto, é preciso observar as condições de iluminação, da instalação hidráulica, do piso, da parte elétrica e do espaço para armazenagem.

O ideal é que a área não ponha a integridade das mercadorias em risco, bem como a agilidade das atividades e a de seus colaboradores. Outro fator importante é averiguar os meios de segurança disponibilizados pelo empreendimento. Deste modo, é de grande valia observar o sistema de monitoramento, do controle de portaria e até mesmo da qualidade dos materiais usados na construção do galpão.

Não avaliar o ambiente para transporte de cargas

Analisar apenas a infraestrutura do espaço não é o suficiente. Não adianta o empreendimento oferecer um excelente ambiente, sendo que o local é de difícil acesso e a área útil do galpão logístico não está habituada para ter uma movimentação de veículos de carga de grande porte.

Portanto, antes de fechar negócio, verifique se o galpão apresenta docas e também se o estacionamento é amplo o suficiente para a manobra de veículos.

Não pesquisar sobre a empresa que oferece aluguel de galpão

Buscar informações sobre a empresa que está fazendo a locação do empreendimento é fundamental. A principal recomendação é buscar por negócios sólidos no mercado, que orientem sobre o galpão que melhor vai atender as necessidades do cliente.

Não conferir se o tamanho do espaço atende a sua necessidade

Você também precisa calcular de forma precisa as dimensões dos galpões que o interessaram, levando em conta as necessidades da empresa. Não seria vantajoso alugar um espaço que não atende a sua demanda — futuramente isso exigiria locação de mais espaço, ou seja, mais galpões. Em contrapartida, adquirir um local maior que o necessário traria sérios prejuízos à organização.

Não verificar se o galpão é adequado à destinação

Existem padrões diferentes de galpões e cada modelo é recomendado para uma determinada manipulação. Portanto, adotar o formato correto do espaço é imprescindível para atestar a integridade dos produtos em estoque e resultar um bom investimento.

Não verificar a localização

Um dos maiores privilégios de locar um galpão logístico é a possibilidade de definir a localidade, pois uma localização estratégica é capaz de aproximar e trazer mais clientes para a empresa. Ademais, quando se possui um maior número de pontos de apoio e abastecimento, além de menores taxas de tributação, esses aspectos também passam a contribuir para o sucesso do empreendimento.

Não contar com o auxílio de uma boa consultoria

No entanto, todos os fatores relevantes acima podem ser assegurados quando se contrata profissionais especializados. Certamente as empresas de assessoria já trazem um know-how considerável a fim de oferecer um galpão logístico que atenderá corretamente todas as suas necessidades.

Quais são as vantagens de alugar um galpão logístico?

Na maior parte das vezes, uma boa alternativa de se investir em galpão logístico é optar pela locação do empreendimento. Vejamos alguns benefícios em alugar um galpão.

Baixo investimento inicial

Quando optamos por alugar um galpão podemos observar que o custo sairá menor do que comprar ou construir esse imóvel. Dessa forma, além de economizar, a empresa terá mais praticidade em localizar um depósito finalizado e completo que atenda suas exigências — evitando aplicar um capital alto.

Expansão das operações

O aluguel de galpões logísticos permite a expansão dos trabalhos realizados na empresa por apresentar uma maior área e meios mais adequados para colocá-los em execução.

Além do mais, existe a probabilidade de descentralizar os processos de produtividade ou até mesmo da própria armazenagem. Assim, são melhorados o funcionamento e a eficiência da organização, em particular os setores de transporte e distribuição.

Localização em grandes centros

Os grandes centros urbanos são pontos estratégicos para encontrar suas mercadorias, pois são nesses locais que há maior número de vendas. Deste modo, a grande maioria dos galpões está situada em locais táticos, a fim de favorecer as vendas de forma geral. E o fator em destaque que auxilia na localização estratégica é justamente o transporte dos produtos, que se desenrola de maneira mais ágil e com redução de custos.

Estrutura adequada

Os galpões logísticos já têm uma estrutura empreendida e apropriada para atender os procedimentos logísticos e de armazenagem — tornando o processo mais econômico, funcional e curto. Com isso, os galpões vêm ofertando serviços de qualidade e modernos, que melhor respondem as necessidades dos clientes.

Até aqui, você teve contato com as informações mais importantes sobre galpão logístico. Se você trabalha nessa indústria, seja construindo ou alugando esses locais, é importante conhecê-las para fazer escolhas inteligentes e acompanhar as mudanças do setor.

Além disso, se sua empresa aluga locais ou está pensando em construir galpões logísticos, é importante atentar para as melhores medidas que garantem o atendimento da legislação e projetos mais ágeis e seguros.

Agora que você entende melhor sobre as tendências em galpão logístico no mercado nacional, já pode entrar em contato conosco e tirar todas as suas dúvidas!

Posts relacionados

Deixe uma resposta

Share This