fbpx

Galpão Industrial: o que é e como escolher o melhor modelo?

6 minutos para ler

Fundamental e de extrema importância no que se refere às operações logísticas e/ou produtivas da indústria, o galpão industrial é sem dúvidas a estrutura mais importante do negócio. 

Por ser o espaço da produção e do estoque dos materiais, sua relação com a expansão da empresa é bastante próxima. Mesmo que administrada em algum outro local (como muito ocorre nas grandes corporações), sem uma área para produzir e depositar as matérias-primas e os produtos acabados não haverá nada para administrar.

Por essa razão, é preciso saber como escolher o galpão industrial que mais se adeque às necessidades da organização. Foi pensando justamente nisso que preparamos este artigo: para apresentar tudo o que você precisa saber para fazer a sua escolha. 

Continue a leitura e confira!

Quais são os tipos de galpão industrial existentes? 

Começaremos, então, pelos tipos de galpão industrial. Basicamente, são eles:

Galpão piramidal

Normalmente construído com tendas tensionadas, o galpão piramidal leva esse nome devido a sua estrutura “umbrella” (guarda-chuva), cuja lona de cobertura é pontuda no seu extremo. 

O corpo principal é feito de chapas de ferro e/ou sistemas tubulares, os quais são fixados por meio de encaixes, conexões e parafusos. Esse modelo é recomendando para quem precisa de uma pequena área de depósito, algo entre 30 e 300 m², por exemplo.  

Galpão em arco

Interessantes para quem necessita de melhores soluções de acústica, condensação e climatização, os galpões em arco costumam ser indicados para as indústrias que se localizam em regiões muito chuvosas, pois possibilitam o escoamento de água para as laterais, reduzindo, desse modo, o risco de infiltrações.  

Geralmente, as peças de cobertura (em arco/curvadas) são compostas por um isolante de poliuretano, podendo ser facilmente aplicadas em telhados metálicos já concluídos.   

Galpão shed

O galpão industrial chamado “shed” é aquele em que a sua cobertura foi criada na forma de degraus. Essa particularidade tem como objetivo proporcionar melhor ventilação e iluminação do espaço interno. Isso é possível por causa dos pontos de conexão das fendas e aberturas no teto. 

Galpão com uma ou duas águas

Modelo que pode compreender enormes extensões de área coberta em apenas um só pavimento, esse tipo de galpão é caracterizado pela arrumação das águas na cobertura, permitindo que algumas lajes ou peças da manta sejam produzidas de material translúcido, trazendo uma boa incidência de luz solar para o seu interior. 

A estrutura principal é usualmente composta por pórticos e sustentada sobre um sistema de vigas, terças e tesouras. Essa opção pode ser utilizada para produções e estocagens diversas, incluindo produtos agrícolas e industrializados. 

Galpões de dois pisos

Para muitas empresas, é conveniente ter um espaço destacado do compartimento industrial para ser usado como vestiário e refeitório, por exemplo. Além disso, esse arquétipo também é aconselhado para quem quer utilizar o mesmo imóvel para os serviços administrativos. 

Na maioria das vezes, deixa-se um espaço especial e com apenas um único pavimento para a estocagem das matérias. 

Quais são as características principais?

As principais características de um galpão industrial são:  

Boa resistência de piso 

Diante dos níveis de carga envolvidos nas circulações do galpão, o piso deve ser de alta resistência. Caso contrário, apresentará problemas de rachadura ou até mesmo de desmoronamento. Como regra básica, ele deve suportar no mínimo seis toneladas por metro quadrado. 

Pé-direito alto

O pé-direito é outro ponto característico de um galpão industrial. Quanto mais alto, melhor. O ideal é que ele tenha entre 10 e 15 metros de altura, sendo que a maior parte das construções atuais conta com 12. 

Essa questão é importante principalmente para o depósito dos produtos, pois uma boa verticalização possibilita o armazenamento de grandes volumes de carga. Isso sem contar que um galpão de pé-direito alto tem uma ótima ventilação. 

Sistema cross-docking

Embora não seja em todos, o sistema cross-docking também é uma característica dos galpões industriais, pois permite a melhor circulação das mercadorias dentro do processo logístico implantado.

E qual o motivo disso? A resposta: esse sistema faz com que os itens cheguem de um lado e sejam retirados pelo outro. Simples assim. 

Extensa área de pátio

Devido às necessidades de transporte, sobretudo ao acesso para os caminhões e carretas de coleta e entrega, a área de pátio precisa ser extensa o suficiente para acomodar o volume de movimentações acerca das entradas e saídas de carga. 

Nesse contexto, está incluso o espaço de estacionamento, as rampas de acesso e o piso da área de depósito externo (este último nos casos em que existam materiais que possam ficar estocados “ao ar livre”).  

Que fatores devem ser considerados antes da escolha?

Antes de concluirmos, não poderíamos deixar de falar sobre os fatores que devem ser considerados ao escolher um galpão industrial. Os tipos existentes você já viu, portanto, sabe qual deles é mais adequado para suas exigências.

Vale ressaltar que eles podem ser “mixados” em apenas um único galpão, isto é, pegando o que há de melhor em cada qual e trazendo para somente um. Apesar disso, ao fazer a sua escolha, não se esqueça de observar os seguintes aspectos:

  • localização (opte por um galpão que esteja localizado em algum ponto estratégico e de fácil acesso);
  • condições internas (esse fator se resume ao tamanho em m², altura do pé-direito, resistência do piso, materiais utilizados no imóvel e dependências em geral);
  • recursos externos (avalie a área do pátio, do estacionamento, das estradas de acesso etc).

Não sendo suficiente, observe também a segurança do local. Quando pertencer a um condomínio industrial, você normalmente terá a seu favor uma série de serviços para garantir a proteção do seu negócio, tanto da equipe quanto das mercadorias. 

Portaria 24 horas, portas corta-fogo, guardas, sprinklers e câmeras de segurança servem como exemplo. Queira você ou não, ninguém está a salvo de problemas como roubos e incêndios. Por isso, a segurança deve ser sempre uma prioridade. 

Para concluir, lembre-se de que o galpão industrial é a peça-chave para o crescimento da empresa. Assim, faça uma boa escolha.

Esperamos que você tenha gostado deste artigo. Compartilhe sua experiência conosco deixando seu comentário neste post!

Posts relacionados

Deixe uma resposta

Share This