fbpx

Faça o planejamento operacional da sua empresa e veja os resultados

7 minutos para ler

O planejamento operacional é a etapa mais detalhada de todo o escopo. Por meio dele se define o que será efetivamente realizado, como os profissionais que estarão envolvidos em determinada atividade e quais suas atribuições de acordo com suas funções e divisão de tarefas. A partir dele obtém-se o cronograma e os planos de ação, contemplando um período de 4 a 10 meses.

O planejamento operacional faz parte de uma pirâmide — mais precisamente forma a base da pirâmide — constituída pelos colaboradores de chão de fábrica. No meio da pirâmide ficam os supervisores e gerentes, responsáveis pelo planejamento tático. No topo da pirâmide está a alta diretoria, que efetua o planejamento estratégico.

Os três tipos de planejamento estão interligados e dependem uns dos outros. É necessário escutar os profissionais envolvidos na montagem e nas tarefas mais operacionais para conhecer efetivamente as necessidades do negócio e implementar ações elaboradas de acordo com a realidade vivenciada pela empresa. Veja de que maneira fazer o planejamento das operações e como usufruir de bons resultados!

Faça o controle de estoque

O estoque deve ser gerenciado com todo cuidado porque pode representar lucros e prejuízos. Lucros porque sem ele não é possível atender a demanda dos clientes, prejuízos quando fica muito lotado e nem todos os produtos têm a saída esperada. O resultado é que o capital de giro fica imobilizado e aumentam as chances de desperdícios, já que muitos podem perder seu prazo de validade, podem sofrer danos durante o manuseio, podem ser furtados.

O inventário rotativo, realizado diariamente, é uma forma de manter o estoque sob controle. Escolhe-se, a cada dia, uma categoria diferente de produto para inventariar, facilitando o monitoramento, principalmente quando a empresa tem estoques muito grandes.

De qualquer modo, é importante compreender que é uma tendência geral os estoques “enxutos”, ou seja, menores, apenas com os produtos realmente necessários para atender as demandas dos clientes. Os produtos devem ser repostos somente quando atingirem a quantidade mínima possível (estoque mínimo).

Cuide de todas as operações logísticas

O planejamento operacional também envolve os cuidados com as operações logísticas — elas são da máxima importância para o desenvolvimento do negócio.

Isso envolve as operações de armazenagem e de transporte, considerando desde o pedido de compra aos fornecedores até a expedição das mercadorias ao consumidor final. Passando pelo recebimento dos insumos, conferência, estocagem, inspeção, inventário, separação de pedidos, expedição dos pedidos, carregamento do transporte, envio da mercadoria seguindo uma rota planejada, monitoramento e rastreamento da carga e outras etapas que se façam necessárias.

As operações logísticas podem ser automatizadas para facilitar o trabalho dos operadores. Dessa forma, o planejamento estratégico trabalha juntamente do operacional, pois a logística não pode se limitar a um conjunto de atividades de chão de fábrica, precisa ser estrategicamente desenvolvida de modo a reduzir gastos, melhorar o nível de produtividade e ajudar na geração de lucros.

Atente para a localização

O local onde a empresa se situa também é importante para as operações. Imagine uma empresa cujo armazém está mal localizado, distante das vias de acesso, longe dos pontos de venda, em uma região isolada e vulnerável a assaltos, por exemplo. Isso dificulta o desenvolvimento das operações logísticas.

A carga e descarga das mercadorias podem se tornar um sério problema se a área é de difícil acesso para veículos grandes. Os próprios fornecedores podem sentir dificuldades em enviar os suprimentos comprados. A expedição dos pedidos pode ser realizada de forma precária e resultar em grandes atrasos, que deixam os clientes insatisfeitos. Além disso, se a região é perigosa em relação à segurança urbana, o local pode ser alvo de quadrilhas ou assaltantes isolados que estão sempre em busca de pontos que sejam vulneráveis à sua ação.

Dependendo da localização da empresa, de seu armazém e de suas subsidiárias, tudo pode ficar comprometido: a produção, as vendas e, até mesmo, o relacionamento com os clientes. Mais uma vez percebemos a estreita interação que existe entre os diferentes tipos de planejamento: estratégico, tático e operacional. Uma boa localização favorece todos os três.

Invista na estrutura física apropriada

É importante compreender o funcionamento e o arranjo físico da organização. Assim, pode existir uma loja onde fica o armazém, se existe escritório, a forma como se dividem os setores da empresa, se a estrutura do imóvel cumpre as normas de segurança e outros pontos importantes.

Na gestão de uma indústria, vale a pena conhecer as máquinas que trabalham no setor de produção, como é o passo a passo de elaboração dos produtos, em que local estão os estoques, bem como outros dados que permitam ao gestor ter um conhecimento profundo da organização, de maneira que ele tenha pleno entendimento de como são efetivadas cada etapa do processo.

Para tornar o planejamento operacional mais fácil, pode-se fazer uma planta ou criar um esquema que permita a identificação da estrutura e do fluxo das operações. Desse modo, é possível acelerar o desenvolvimento e também otimizar as possibilidades de planejamento em um período posterior.

Defina a hierarquia operacional

Depois de saber o que cada funcionário executa dentro da organização, é necessário fazer a descrição dos cargos, mostrando sua posição hierárquica em relação ao planejamento operacional. A verdade é que não existe uma fórmula para a montagem de uma hierarquia de operações, mas existem modelos que utilizam a departamentalização por função.

Nesse sentido, as funções são separadas em setores de acordo com suas respectivas atribuições. Isso possibilita ao gestor conhecer mais a fundo a especialização de cada funcionário.

Mensure a capacidade operacional

A capacidade operacional refere-se ao quanto a empresa pode prestar serviços ou produzir. Para mensurar com mais precisão seu potencial, a empresa deve levar em conta seus funcionários, matéria-prima, recursos, máquinas — sempre definindo um período determinado.

Conforme os números, talvez a empresa esteja deixando de receber lucros, perdendo boas oportunidades.

Tenha um imóvel adequado para efetivar o planejamento operacional

Como mostramos ao longo do texto, um bom planejamento precisa aprimorar ao máximo tudo que diz respeitos aos processos logísticos, como o armazenamento e a distribuição dos produtos. Para garantir a otimização desses processos, é fundamental contar com um imóvel adequado, um espaço para a armazenagem dos insumos que seja eficiente, bem localizado e seguro. Com esse imóvel, a empresa poderá atender satisfatoriamente todas demandas do público.

O planejamento operacional é, portanto, tão importante quanto o estratégico e o tático, exigindo uma aplicação conjunta. Os benefícios advindos de um bom planejamento envolvem a criação de metas realistas, uma equipe focada no que realmente interessa, a precisão dos dados e a utilização sábia dos recursos.

Está precisando de um imóvel adequado para seus estoques? Gostaria de contar com galpões ajustados às necessidades de seu negócio? Então, não deixe de entrar em contato com a empresa e conferir as soluções que ela pode oferecer!

Posts relacionados

Deixe uma resposta

Share This

Receba nossos conteúdos em primeira mão