fbpx

Entenda o que é cross-docking e os benefícios para as empresas

9 minutos para ler

Vivemos em uma época em que os mínimos detalhes podem fazer a diferença na hora de atrair novos clientes e maximizar os lucros de sua gestão. Assim, com o passar dos anos, várias estratégias e tecnologias foram desenvolvidas para atender esses e outros objetivos empresariais.

Em meio a esse cenário, o cross-docking surgiu para otimizar as etapas de entrega de uma empresa e facilitar o envio de produtos para seus consumidores, onde quer que eles estejam. Esse conceito vem ganhando cada vez mais adeptos e pode ser a solução para os problemas logísticos de sua gestão.

Porém, você sabe o que é o cross-docking? Conhece seus benefícios? Neste post, tiramos todas as suas dúvidas sobre esse assunto. Continue a leitura e descubra como isso pode fazer a sua empresa crescer com facilidade.

O que é cross-docking?

Cross-docking é o termo utilizado para denominar um sistema de distribuição e de armazenagem, em que os produtos recebidos por um centro de distribuição são enviados até o seu destino final sem a necessidade de estocagem.

Esse sistema cross-docking geralmente se utiliza de galpões com docas para carga e descarga em ambas as extremidades do imóvel. Desta forma, a carga de mercadorias chega por um lado, é rapidamente fracionada e distribuída por meio de veículos que saem pelo outro lado, tornando o processo mais ágil e reduzindo o tempo que os produtos ficam parados no estabelecimento. 

Uma das vantagens de utilizar o cross-docking é que você não fica responsável pelo estoque dessas mercadorias. Elas são de responsabilidade de um fornecedor ou outro tipo de parceiro de sua gestão.

Em seu galpão, os produtos devem ser apenas redirecionados e, em alguns casos, estocados por um curto intervalo de tempo, esperando apenas uma composição de pedido ser atingida. 

Para que isso aconteça, todos os integrantes dessa cadeia logística precisam estar alinhados e sincronizados, a fim de atender com eficiência e eficácia as encomendas realizados pelo mercado.

Assim, o cross-docking está revolucionando a maneira como empresas e clientes interagem entre si, visando melhorar a qualidade do serviço prestado e aumentar a satisfação dos consumidores.

O que é preciso para um sistema ser denominado cross-docking?

Entre as principais características para que um sistema de armazenamento e distribuição seja considerado cross-docking, podemos citar:

  • quando o produto estiver disponível e puder ser entregue ao centro de distribuição, ele deverá ser encaminhado imediatamente ao consumidor final;
  • é preciso contar com algum tipo de ferramenta que integre o sistema para otimizar o acompanhamento, o gerenciamento de trocas e dados da melhor maneira possível, tornando a comunicação entre os envolvidos mais eficaz;
  • o tempo de permanência dos produtos nas dependências do parceiro logístico deve ser o menor possível, podendo variar de um dia a, no máximo, três dias (dependendo do que foi combinado em contrato e o modelo do serviço, é claro).
  • se o tempo de armazenamento exceder o prazo máximo, uma taxa de estocagem deve ser cobrada. Apesar de a empresa não ter objetivo em lucrar dessa forma, a regra é importante para que a cadeia logística não seja afetada e os prazos, comprometidos.

Quais são os tipos de cross-docking?

As três variações mais comuns desse sistema que podem ser encontradas nas empresas são:

Movimentação contínua

É quando os produtos são recebidos pelo fornecedor e despachados o mais rápido possível. É o modelo mais utilizado de cross-docking, uma vez que tem como objetivo evitar o acúmulo de itens armazenados no estoque.

Movimento de distribuição

É o tipo de cross-docking no qual as mercadorias são recebidas e separadas para que sejam distribuídas em cargas FTL – Full Truckload (“caminhão cheio”) para os clientes. Em geral, o modelo é utilizado para o segmento B2B.

Movimentação híbrida ou consolidada

Os produtos são recebidos e separados. Enquanto uma parte é destinada ao consumidor final, a outra é enviada ao estoque para combinação com outras mercadorias que formarão pedidos completos.

As empresas costumam utilizar esse formato para mesclar o estoque dedicado, ganhando liberdade de armazenar em seu estabelecimento somente os produtos com baixo valor agregado (que geram menos custos com armazenagem) e itens de alto giro. Já os produtos com giro menor (que geram mais custos) e os mais caros fazem parte do sistema cross-docking.

Quais são os principais benefícios do cross-docking?

Agora que você já tem uma noção mais ampla sobre o que é cross-docking, chegou o momento de mostrar algumas das vantagens de sua utilização. Confira.

Reduz custos com estoque

redução de custos é algo que todo empreendedor quer aplicar em sua gestão, não é mesmo? Com o cross-docking, você não vai precisar de tanto espaço para armazenar seus produtos.

Como consequência, há menos despesas com aluguéis ou folhas salariais de funcionários para trabalhar em seu estoque. Assim, sua empresa pode investir esses recursos em outras áreas importantes para o seu sucesso e obter retornos maiores.

Além disso, você não precisa se preocupar com a falta de produtos em estoque. Todo o serviço de reposição de demanda é função de seu fornecedor, acarretando mais tempo para solucionar outras questões de sua rotina de trabalho.

Otimiza a troca de mercadorias

Para evitar a troca ou extravio de mercadorias, é muito importante que o produto e a embalagem estejam em perfeitas condições. Ainda assim, é de responsabilidade da empresa conferir sua qualidade e condições.

Sendo assim, quando houver necessidade de troca, a organização poderá intervir antes que a entrega para o cliente final seja realizada, evitando que o prazo de recebimento seja descumprido e o comprador fique insatisfeito.

Evita estoque desnecessário

armazenamento de produtos por mais tempo do que o necessário é um dos fatores que abrem margem para ocorrências com as encomendas, como as trocas e avarias, por exemplo. Isso afeta o relacionamento com os clientes finais e seus fornecedores.

Sendo assim, um dos benefícios cross-docking é que seu sistema de gerenciamento eficiente torna o processo muito mais dinâmico e organizado, evitando problemas como a lotação desnecessária. 

Aumenta a agilidade de seu processo produtivo

A partir do momento em que seu cliente realiza uma compra em seu site ou empresa, dá-se início ao processo logístico de encaminhamento e entrega do produto. Como o estoque é substituído por um centro de distribuição, todas as etapas são aprimoradas, e as mercadorias são enviadas com mais agilidade.

Então, os prazos de entrega podem ser reduzidos, garantindo um ótimo diferencial para que seu empreendimento possa sair na frente de seus concorrentes e atrair cada vez mais novos clientes.

Para aumentar o faturamento de sua gestão, você deve tomar atitudes eficientes e baseadas em conceitos corretos. Assim, como você já sabe o que é cross-docking, está preparado para aplicá-lo em seu dia a dia de trabalho e alcançar suas metas empresariais.

Promove a integração entre parceiros

Quanto mais bem integrado é o fluxo de informações, mais harmonia entre os parceiros na operação, já que toda a demanda e os materiais são gerenciados com sincronia. Além disso, quando a comunicação é bem alinhada, há menos burocracia e papelada para resolver, economizando tempo e recursos.

Caso o sistema de cross-docking seja efetivamente implementado, é importante que disponha de uma boa rede de transportes, ótimos equipamentos e atividades que proporcionem suporte ao fluxo de mercadorias, envolvendo todos os processos desde o fornecedor ao cliente final.

Além desse tipo de serviço, a integração também possibilita, quando necessário, montagem de kits, embalagens, entre outras ações.

Como implementar o cross-docking?

Agora que você já sabe o que é cross-docking e quais os seus benefícios, mostraremos algumas boas práticas para implementá-lo em sua empresa. Acompanhe a leitura para conferir!

Organize o fluxo de informações

Levando em consideração que, ao implementar o cross-docking, as etapas são descentralizadas, é possível que os gestores acabem se perdendo em relação a aspectos como a identificação de falhas, controle de custos, emissões de NF-e, etc.

Portanto, é imprescindível contar com ferramentas de gestão logística para aperfeiçoar e sincronizar os processos de maneira ainda mais eficiente.

Escolha os fornecedores

Escolher os parceiros que farão parte dessa empreitada é um dos pontos cruciais para alcançar o sucesso na implementação do cross-docking. Por isso, certifique-se de selecionar profissionais confiáveis e com o mesmo padrão de qualidade da organização.

Afinal, o cliente só verá o produto final, e não os envolvidos em todo o processo logístico. Se um pedido atrasar, por exemplo, o cliente só se lembrará de quem vendeu o produto para ele, e jamais do fornecedor.

Imprevistos, pedidos errados, atrasos, danos e avarias são problemas aos quais toda empresa está exposta. Isso significa que os fornecedores devem dividir a responsabilidade entre si.

Para reduzir as chances de que isso aconteça, os fornecedores precisam garantir que a mercadoria e a embalagem estejam em perfeitas condições. Ainda assim, no ato do recebimento do item, também será sua responsabilidade conferir as condições e a qualidade do produto, como já foi dito.

Agilize a comunicação dos processos envolvidos

Outro ponto indispensável a ser considerado na implementação do cross-docking em sua cadeia logística é que a comunicação entre os envolvidos no processo deve fluir de forma organizada e eficiente. Ou seja, o tempo de resposta precisa estar sincronizado.

Atualmente, existem softwares disponíveis no mercado desenvolvidos especificamente para a gestão de recursos empresariais, controle de estoque e automação de processos. Esse tipo de sistema é a melhor solução para tornar a comunicação entre os envolvidos muito mais assertiva, evitando problemas como o atraso de entregas ou erros que afetem a credibilidade do negócio.

Como você pôde conferir neste artigo que explica o que é cross-docking, essa metodologia fornece uma infraestrutura e processos logísticos altamente eficientes. Assim, é capaz de otimizar a cadeia de recebimento, armazenagem e distribuição de mercadorias como um todo, além de reduzir custos e melhorar os resultados.

Gostou de saber o que é cross-docking e quais os seus benefícios para as empresas? Conhece alguém que se interessaria pelo assunto? Então compartilhe o conteúdo com os seus amigos e familiares nas redes sociais!

Posts relacionados

Deixe uma resposta

Share This