Dicas de como usar a logística para otimizar seu galpão!

7 minutos para ler

Os espaços de armazenamento são essenciais para empresas de diversos segmentos, uma vez que dão apoio às suas operações. Mas você sabe como usar a logística para otimizar seu galpão?

Existem diversas estratégias, ferramentas e abordagens que permitem que o empreendedor use todo o potencial desse tipo de estrutura. 

E para te ajudar nessa otimização, nós separamos algumas dicas. Confira abaixo: 

  • Mapeie os processos logísticos do seu galpão 

A primeira coisa que você precisa fazer é um mapeamento completo dos processos logísticos do seu galpão. Através dele será possível identificar quais etapas serão realizadas dentro da estrutura, bem como as necessidades do seu empreendimento.

O mapeamento pode ser feito através: 

  1. Verificação de entradas e saídas;
  2. Avaliação dos fornecedores;
  3. Produção de fluxogramas de processos;
  4. Acompanhamento da movimentação de mercadorias;
  5. Entre outras formas de avaliação e etapas. 
  • Avalie o tipo de layout mais adequado 

Outra dica de como usar a logística para otimizar seu galpão é avaliar o layout que pode oferecer mais vantagens para o seu empreendimento. Um ambiente bem organizado aumenta a produtividade, e também permite um melhor aproveitamento do espaço. 

Por exemplo, galpões que são usados como estoque precisam de um layout mais limpo, que permita não só o armazenamento das mercadorias, mas a circulação de pessoas e veículos como empilhadeiras. 

Um layout muito popular é o vertical. Através do uso de pallets, juntamente com prateleiras e empilhadeiras as mercadorias são organizadas em colunas, aumentando assim o potencial de armazenamento. 

  • Use a curva ABC

A curva ABC é amplamente utilizada dentro do mundo dos negócios, mas que também pode ser aplicada na questão logística. Basicamente ela é usada para definir os produtos por relevância. 

  1. A: mais importantes e que possuem maior movimentação;
  2. B: importantes e que possuem uma movimentação periódica;
  3. C: menos importantes e que tendem a ficar mais tempo estocados.

Enquanto no mundo dos negócios a curva é aplicada para determinar os itens mais vendidos, na logística ela irá mostrar a frequência que eles serão estocados. Através dela, além de otimizar a organização, você também facilita a movimentação das cargas e o trabalho da equipe. 

Por exemplo, se você utiliza o layout vertical, as mercadorias de categoria A devem ficar em níveis mais baixos. Dessa maneira a empilhadeira poderá retirar e colocar os produtos com mais rapidez. 

Já os itens de categoria C podem ficar nas prateleiras mais altas, uma vez que possuem menor rotatividade dentro do galpão.

  • Aposte na tecnologia 

Mais uma das dicas de como usar a logística para otimizar seu galpão é investir na tecnologia. Hoje já existem várias inovações que podem auxiliar em diferentes aspectos do seu negócio. 

Por meio de um software de gestão de estoque, por exemplo, você poderá determinar a curva ABC com mais facilidade. 

Há também o sistema WMS (Warehouse Management System). Basicamente as etapas e processos que antes eram feitos de forma manual passam a ser automatizados. Desde a chegada do produto no local até a expedição.

A solução pode ser implementada em computadores e smartphones, e funciona através de uma rede local. 

Existem ferramentas que usam recursos como Inteligência Artificial para mapear as rotinas dentro do seu galpão e indicar ações para otimizar esses processos. Desde a organização das prateleiras, até a disponibilidade de produtos.

  • Crie métricas de acompanhamento 

Não há como otimizar o seu galpão através da logística sem antes estabelecer metas de acompanhamento. É por meio desses indicadores que você poderá avaliar os processos e verificar quais ações estão sendo efetivas. 

Existem vários tipos de métricas que você pode acompanhar, dentre elas estão: 

  1. Tempo médio de entrega;
  2. Rotatividade de produtos;
  3. Inventário;
  4. Tempo de movimentação interna;
  5. Cadeia logística (desde o fornecimento de suprimentos até a entrega para o cliente final). 
  • Busque profissionais capacitados que possam te auxiliar 

Um galpão, seja alugado ou próprio, é um grande investimento. Na maioria dos casos as empresas tendem a ficar no mesmo espaço por muitos anos. 

Logo, é necessário escolher e adaptar a estrutura de modo que ela atenda as necessidades do seu negócio a médio e longo prazo. E nesse sentido vale a pena buscar por profissionais de logística que possam fazer uma avaliação da edificação. 

Eles poderão avaliar diversos pontos essenciais, como a quantidade de vias de acesso, o layout mais adequado e até mesmo soluções tecnológicas que possam agregar mais benefícios para sua empresa. 

Então não deixe de buscar profissionais que possam dar esse suporte para o seu negócio, e até mesmo manter um acompanhamento para garantir o aperfeiçoamento constante do seu galpão e de todos os processos logísticos. 

  • Invista na automação 

Mais uma das dicas para ajudar a otimizar o seu galpão é investir na automação. Ao automatizar diferentes processos do seu espaço de armazenamento é possível reduzir o tempo de permanência dos produtos, bem como garantir mais eficiência no gerenciamento. 

E atualmente existem diferentes soluções que podem auxiliar nesse aspecto. É possível, por exemplo, realizar a rotação dirigida e automática de estoques.

 Basicamente, através de um software é possível estabelecer um sistema de rotação dentro do espaço de armazenamento, que permita a otimização de tempo e melhor aproveitamento de espaço. 

Outra alternativa é estabelecer diretivas inteligentes de picking, que diz respeito ao modo como os pedidos são separados para envio. Ao estabelecer diretivas eficientes, é possível ganhar tempo tanto na coleta como na entrega dos pacotes, evitando problemas como a perda de prazos. 

Dentre elas podemos citar, por exemplo, a criação de rotas inteligentes que permitam mais agilidade, afetando positivamente todo o processo logístico. 

E ainda existem tecnologias de ponta que são aplicadas em maquinários e equipamentos usados no dia a dia dos galpões. É o caso, por exemplo, das empilhadeiras inteligentes, que são controladas por um software e também automatizam a movimentação de cargas dentro do galpão. 

E aqui vale ressaltar que a automação precisa estar presente não apenas nas rotinas internas do galpão, mas também nas externas. Afinal de contas, todas essas etapas estão interligadas. 

  • Avalie a possibilidade de implementar o cross-docking

Esse é um sistema que pode facilitar e muito o abastecimento do seu galpão, e ainda garantir mais agilidade para todos os processos logísticos. Através dele as mercadorias entram por um lado da estrutura, são fracionados e expedidos pelo outro lado, acelerando o fluxo de distribuição e reduzindo o tempo de armazenagem.

Isso acaba reduzindo o tempo de circulação dos itens, uma vez que a movimentação se torna linear. Essa abordagem também acaba por otimizar o uso de espaço.

Nem sempre essa é uma possibilidade, mas vale a pena consultar uma empresa especializada para verificar se o seu galpão pode ser adaptado para ter esse sistema. 

Esperamos que com essas dicas você consiga utilizar todo o potencial que o seu espaço pode oferecer, e ainda ter outros benefícios como a redução de custos e o aumento da produtividade. 

Quer receber conteúdos em primeira mão? Então aproveite e assine a nossa newsletter. 

Posts relacionados

Deixe um comentário

Receba nossos conteúdos em primeira mão