Quais as vantagens da descentralização de logística?

6 minutos para ler

Se existe um desafio que muitos empreendedores enfrentam todos os dias é a gestão dos diversos setores de uma empresa. Além de ser uma tarefa que exige muita responsabilidade, já que o menor equívoco pode afetar toda a cadeia produtiva, isso pode ser bastante oneroso e trabalhoso para todos os envolvidos na instituição. Sendo assim, a descentralização de logística pode ser uma ótima maneira de “aliviar” o gerenciamento de processos.

Por isso, neste conteúdo mostraremos o que é a descentralização de logística, como ela funciona e quais as suas principais vantagens para as organizações. Para saber mais sobre o assunto, continue a leitura do conteúdo!

O que é e como funciona a descentralização de logística?

De maneira simplificada e direta, é a distribuição das mais variadas funções e papéis pertinentes às operações de uma empresa para as demais áreas ou níveis hierárquicos. Isto é, em vez de manter toda a responsabilidade de tomar decisões centralizadas em um único setor ou filial, por exemplo, o trabalho é dividido entre diferentes unidades, gerentes, departamentos e colaboradores.

Dado o contexto, é comum na descentralização que as decisões relativas aos procedimentos logísticos da empresa sejam divididas entre os níveis hierárquicos inferiores, aos quais os membros envolvidos devem participar ativamente das decisões e resolução de problemas.

Já na centralização da logística, por sua vez, a posição de autoridade está nas mãos dos níveis hierárquicos superiores, ou seja, os cargos mais altos da organização. Algumas empresas optam por esse formato por causa da redução de centros ou polos. Portanto, é comum que a descentralização seja aderida quando há uma necessidade de aumentar a carga de trabalho, para que as demandas do negócio sejam atendidas.

A descentralização, geralmente, funciona por meio da divisão dos processos em diferentes departamentos, tais como:

  • administrativo — quando a empresa delega as suas responsabilidades burocráticas ligadas à gestão tributária, pagamento de contas, RH, entre outras, a outra organização;
  • política — quando há repartição de competências e cada unidade presta os próprios serviços;
  • territorial ou geográfica — quando outra pessoa jurídica é criada com limites geográficos com capacidade administrativa geral;
  • serviços — quando os serviços são ramificados por meio da elaboração de diferentes polos jurídicos.

Quais são as vantagens da descentralização de logística?

Agora que você já tem uma noção muito mais abrangente sobre o que é e como funciona a descentralização de logística, mostraremos alguns benefícios que tornam evidente o quão importante ela é para as empresas.

Mais organização

A equipe logística tem muito mais facilidade para monitorar as atividades pertinentes ao estoque e distribuição quando a empresa pode contar um espaço próprio para realizar os processos, exercendo sua função com muito mais eficiência.

O fato é que quando o negócio funciona com mais de uma unidade, a melhor solução para cada uma das questões relacionadas à gestão é apostar na descentralização da logística. Afinal, ao estabelecer um centro de distribuição responsável pela gestão operacional geral, é possível distribuir todas as funções entre as unidades, o que garante muito mais organização aos processos.

Desburocratização dos processos

Quando uma determinada demanda abrange os mais diversos níveis e pessoas envolvidas em uma empresa, em especial quando há necessidade de aprovações, a burocracia se torna uma consequência natural e um obstáculo à frente de cada processo.

Não é preciso ser um especialista para saber que isso pode gerar atrasos nas entregas, inconsistências nas informações, retrabalho e diversos problemas que afetam a eficiência operacional, causando prejuízos financeiros ao negócio. Por outro lado, a descentralização da logística oferece autonomia e todos os recursos para que cada gestor, unidade ou departamento faça as atribuições necessárias e possa resolver suas próprias questões, sem precisar ter de lidar com hierarquias.

Agilidade nas entregas

Embora o formato de processos de distribuição evolua e mude com o passar dos anos, ainda existem muitas empresas que atuam de forma centralizada, ou seja, a maioria das entregas é feita a partir de um polo central (geralmente localizado em regiões metropolitanas).

Isso não apenas dificulta o atendimento aos mercados que estão localizados em cidades mais distantes, como também proporciona o cenário “ideal” para que ocorram atrasos, já que o menor problema em uma das etapas operacionais pode gerar uma reação em cadeia e prejudicar a logística como um todo. Dito isso, a descentralização dos locais de escoamento — ao posicionar as mercadorias de forma estratégica nas áreas de acesso, pode garantir muito mais agilidade e qualidade nas entregas.

Mais autonomia para a tomada de decisões

Como já foi dito, quando a empresa divide as responsabilidades logísticas entre todos os gestores e departamentos envolvidos, os procedimentos se tornam menos engessados, o que descarta a necessidade de aprovação direta e, por consequência, desburocratiza as atividades e garante mais autonomia para a tomada de decisões.

Aumento da eficiência operacional

Eficiência é sinônimo de mais produtividade que, por sua vez, está relacionada ao melhor aproveitamento dos recursos disponíveis e garantia de qualidade na entrega ao consumidor. Nesse sentido, podemos afirmar que descentralização de logística ajuda a melhorar a finalização dos processos e aumentar a produção.

Redução de custos

Por fim, mas não menos importante, a redução dos custos operacionais se torna um resultado consequente de todas as vantagens que a descentralização de logística proporciona. O fato das atividades da empresa se tornarem muito mais eficientes e organizados, somado ao fato de que a tomada de decisões é agilizada, contribui diretamente com a otimização do uso dos recursos.

Por exemplo, no caso do aluguel de galpões para cada operação de um centro de distribuição, os gestores podem investir em uma infraestrutura personalizada, o que melhora a escalabilidade e permite que as operações sejam expandidas, entre outros benefícios.

Para concluirmos, vale a pena destacar que a descentralização de processos logísticos é uma maneira altamente funcional de tornar a empresa unificada, além de melhorar a resolução de problemas e tomada de decisões. Neste conteúdo, mostramos uma série de informações sobre como funciona a descentralização e por que ela é tão necessária para empresas com perspectiva de inovação e crescimento.

As informações foram úteis para você? Quer receber todas as nossas postagens diretamente em seu e-mail? Então, assine a nossa newsletter para acompanhar mais novidades e conteúdos informativos sobre o setor!

Posts relacionados

Deixe um comentário

Receba nossos conteúdos em primeira mão