Sem dúvida, um dos maiores desafios de quem trabalha com logística, em especial em segmentos com grandes volumes de vendas e empresas que não têm uma logística de armazenagem sofisticada, é calcular o espaço necessário para o estoque no varejo.

Isso não quer dizer que a tarefa é impossível, mas sim que, como gestor, você não deve se basear no “achômetro”. Existem meios para fazer esse cálculo com segurança e precisão.

E é exatamente sobre isso que falaremos neste conteúdo. Acompanhe a leitura para saber mais sobre como calcular o espaço necessário para estoque no varejo e como proceder quando esse local não é suficiente.

Por que organização e controle são a base da eficiência?

Em geral, acredita-se que quanto maior for a quantidade de paletes que cabem em um armazém, mais produtos ele pode armazenar. Porém, a realidade é um pouco diferente.

É fundamental entender que a eficiência e o aproveitamento do espaço de estoque no varejo são fatores que estão diretamente ligados às condições de armazenar e recuperar os itens, além de controlá-los e organizá-los.

Portanto, um estoque de produtos ultrapassando seu limite máximo não pode ser considerado como eficiente, já que gera problemas como:

  • perda de tempo nas operações;

  • prejuízos por avarias em produtos parados;

  • aumento dos custos;

  • improdutividade no cotidiano da empresa.

Como é feito o cálculo da área necessário para o estoque no varejo?

É muito importante saber a quantidade de espaço realmente necessária para que seu estoque atenda às demandas do varejo e evite questões como as que foram citadas no tópico anterior.

Dito isso, para fazer o cálculo e chegar ao tamanho necessário que o galpão deve ter para armazenar cada palete de mercadoria, é preciso:

  • medir o comprimento da longarina do porta-paletes: para dois paletes — a medida costuma ter 2,30 metros;

  • somar o valor à largura da face do porta-paletes: isso tem uma variação entre 7,5 cm a 10 cm, dependendo do fabricante — sendo assim, considerarmos 9 cm.

Com base no exemplo, para encontrar a largura de um módulo de armazenamento para dois paletes, deve-se fazer o seguinte cálculo:

2,30 metros + 9 cm = 2,39 metros

Com base na lateral do porta-paletes, você terá um palete (com 1,20 metro, geralmente) e, entre as faces posteriores, terá um espaço de 10 cm. Nesse caso, vamos considerar apenas metade: 5 cm.

Portanto, some 1,20 metro + 5 cm da largura do corredor destinado à passagem da empilhadeira, pois esse equipamento tem geralmente 2,90 metros.

Seguindo o mesmo exemplo, deve-se somar: 1,20 metro + 5 cm + 1,45 metro = 2,70 metros. Essa será a profundidade do espaço para armazenar cada palete.

Agora, some a frente do porta-paletes, a largura, pela profundidade que você acabou de medir, teremos o total para a área de armazenamento para dois paletes diretamente no chão.

Para saber quantos níveis você deverá armazenar, com base no pé direito do galpão (deve-se considerar cinco paletes), considerando que você tem cinco paletes de altura, sendo dois por módulo, ou seja, dez paletes, é preciso fazer o seguinte cálculo:

2,39 metros x 2,70 metros = 6,45 m²

A área que dez paletes ocupam é de 6,45 m², nos permitindo afirmar que o espaço ocupado por uma unidade é de 0,645 m². Resumindo, quanto mais níveis de paletes forem armazenados, com base no pé direito do estoque, maior será a eficiência.

Como proceder quando não há espaço necessário para o estoque no varejo?

A alternativa mais indicada, nesse caso, é alugar um galpão logístico destinado à armazenagem dos produtos que compõem o inventário do seu estabelecimento. Contudo, para isso, é indicado levar alguns aspectos em consideração primeiro. Veja abaixo.

Verifique opções disponíveis no mercado.

Antes de pensar em todo o investimento que a construção de um galpão pode exigir, considere alugar um espaço, pois isso pode ser muito mais vantajoso do ponto de vista logístico e financeiro.

Afinal, existem diversas alternativas com diferentes localizações e estruturas que se enquadram perfeitamente em seu modelo de negócios.

Veja se a localização atende suas necessidades operacionais

Não é nenhuma novidade que grande parte das indústrias são localizadas bem distantes dos grandes centros urbanos, o que pode tornar a distribuição e, é claro, as vendas, muito mais difíceis.

Ao alugar um galpão logístico, você tem a liberdade de escolher um local que expanda seu espaço de armazenamento de estoque no varejo e, ainda, atenda às suas necessidades operacionais e melhore o fluxo de vendas. Por ser perto de grandes centros, isso facilitará todo o processo de distribuição e reduzirá custos.

A dica é procurar galpões que tenham acesso às principais rodovias, portos e aeroportos para acelerar o escoamento de suas mercadorias.

Certifique-se de alugar um galpão com estrutura moderna

Modernizar é acompanhar as tendências de consumo do cliente da era da informação digital. Sendo assim, não há motivo para se preocupar em modernizar os espaços destinados ao varejo.

Os condomínios logísticos, por exemplo, são projetados com toda a infraestrutura necessária para agilizar as operações e agilizar os processos por meio da modernização.

Quais as vantagens de alugar um galpão?

Agora que você já sabe como fazer o cálculo do espaço necessário para o estoque no varejo e como proceder quando essa área não é suficiente, mostraremos os maiores benefícios de alugar um galpão logístico.

Ajuda a expandir a operação

Uma das grandes vantagens de alugar um galpão é que isso pode expandir a sua operação, principalmente se a empresa está tentando descentralizar os processos ou o estoque (que integram o cotidiano de uma loja física).

O fato é que o aluguel do galpão permitirá que sua equipe agilize as atividades organizacionais da distribuição e do transporte das mercadorias.

Traz flexibilidade aos processos

Como já foi dito, a localização do imóvel logístico é um aspecto crucial para que haja mais flexibilidade nas operações, permitindo que o negócio se desloque para outras regiões, conforme suas estratégias de distribuição, algo que seria muito mais complicado se o galpão fosse comprado e não alugado.

Afinal, os contratos de locação são elaborados justamente para não que exista burocracia no processo e necessidade de transferência do local.

Pode ser facilmente implementado

Sem dúvida, alugar um galpão para aumentar o espaço para estoque no varejo é um processo muito mais simples do que comprar, não é mesmo?

Além de evitar os gastos e todo o tempo necessário para construção, como a estrutura já está pronta para uso, fica a seu critério apenas escolher uma alternativa que atenda melhor às necessidades de seu negócio.

Uma das únicas preocupações que você terá está relacionada aos gastos com reparos e manutenção, algo que também é comum em galpões comprados. Certamente, uma ótima relação custo-benefício para quem pretende reduzir os custos de logística.

Como você pôde conferir, o cálculo de espaço de estoque no varejo não é tão complexo quanto pode parecer. Contudo, quando não há área disponível o suficiente para suas necessidades, é preciso alugar um galpão logístico.

Justamente por isso, é importante que você entre em contato com a gente para conhecer as opções que temos disponíveis para atender às demandas de seu negócio.

Você ainda tem alguma dúvida sobre como calcular o espaço necessário de estoque no varejo? Quer saber melhor como nós podemos ajudar? Então, acesse o nosso site para entender mais!