Capacidade ociosa: por que medir e o que diz sobre o espaço da sua empresa?

6 minutos para ler

Uma das importantes métricas a serem consideradas na hora de gerir os negócios da sua empresa é a capacidade ociosa e produtiva. O objetivo dessa aferição é entender como está funcionando o seu sistema de trabalho e como é possível otimizá-lo por meio de ações estratégicas.

Dentro de uma organização, tudo é considerado um gasto e deve ser precificado para que seja possível mensurar os custos e lucros. Se não houver a máxima atenção a todos os detalhes produtivos, muito dinheiro pode ser gasto ou, até mesmo, pode-se deixar de ganhar uma parcela considerável com a atividade corporativa.

Com esse papel tão fundamental das métricas para a otimização do resultado, preparamos um material completo para que você saiba o que é e qual a funcionalidade da capacidade ociosa. Vamos lá?

O que é a capacidade ociosa e produtiva da empresa?

A capacidade ociosa é uma métrica que representa o quanto a empresa deixou de produzir para atingir o montante total possível no período. Em termos numéricos, a capacidade ociosa é a diferença entre a produção realizada e a produção que efetivamente a empresa tem disponibilidade de ter.

Portanto, essa é a parte produtiva da operação que não é realizada por diferentes motivos. Esse montante que deixa de ser produzido é uma receita que não é proporcionada para a organização dentro dos gastos que já são custeados para manter o seu funcionamento.

Quais as diferenças entre capacidade ociosa e produtiva?

A capacidade produtiva é o cálculo de quanto é possível ser produzido, levando em consideração as metas do colaborador e o potencial maquinário da empresa. Já a capacidade ociosa é aquilo que a empresa poderia produzir para atingir a eficiência máxima, levando em consideração o maquinário e a mão de obra.

Essa equação é eficiente para evitar desperdícios e otimizar a produtividade da organização, trazendo maiores receitas com o mesmo gasto.

Como o seu valor pode ser calculado na empresa?

A ociosidade pode ser calculada de forma simples. Cada colaborador deve ter a sua média de tempo produtivo calculada a fim de chegar ao valor mais próximo da realidade. Com base na soma dos custos fixos de produção da companhia e dos custos para cada colaborador, é feita a divisão pelo total da produtividade dos funcionários dentro do período. O resultado é multiplicado pela percentagem da capacidade ociosa da empresa. 

Portanto, na prática, o cálculo da capacidade ociosa é baseado na relação entre a produtividade e a capacidade de produção, e o valor representa o custo de ociosidade por item produzido. Ou seja, o que é produzido em relação ao que poderia ser produzido dentro do mesmo período.

Qual a importância de acompanhar e medir a capacidade ociosa e produtiva da empresa?

É muito importante manter sob controle os custos de ociosidade, que podem ser bastante onerosos para a saúde financeira e contábil da empresa. Confira alguns dos benefícios de manter as métricas direcionadas!

Diminuição dos impactos financeiros

Muito dinheiro pode ser gasto para manter uma produção ineficiente em atividade. Por isso, é importante identificar os gargalos para evitar gastos desnecessários e que não otimizem a produtividade.

Implementação de melhorias

Após a identificação dos gargalos dentro da produção, é necessário definir metas e realocar recursos para otimizar a produtividade da empresa. As melhorias iniciam na conscientização dos funcionários quanto aos objetivos da empresa e vão até a substituição de recursos produtivos.

Evitamento do acúmulo de material

Os insumos necessários para a produção da empresa devem ser estocados somente para atender à necessidade. Não acumule materiais que não serão utilizados dentro da sua produtividade, pois isso apenas gera custos que não trazem retorno financeiro para a empresa.

Possibilidade de venda de equipamentos ociosos

Faça um levantamento do maquinário da empresa que está sendo utilizado e dos que estão parados, danificados ou não. Não mantenha equipamentos que não estão em funcionamento e fazendo parte da produção da companhia. Isso traz gastos com manutenção, desvalorização e perda de dinheiro.

Evitamento de mão de obra ociosa

É importante calcular a produtividade de cada um dos colaboradores da sua empresa para entender qual a capacidade produtiva e qual o tempo ocioso de cada um deles. Se você tiver funcionários com maior tempo ocioso, realoque os serviços para outros setores para evitar tempo parado dentro da empresa.

Como combater a capacidade ociosa dentro da empresa?

Para combater a ociosidade dentro da empresa, é necessário haver um planejamento estratégico para alcançar a eficiência produtiva. Para que isso aconteça, é necessário monitorar todas as atividades que são realizadas dentro da companhia.

Tempo parado, equipamentos danificados ou falhas sistemáticas podem gerar custos para a operação que impedem de alcançar a meta produtiva da empresa. Existem algumas formas de prevenir e identificar essas falhas, no entanto, e você pode conferi-las abaixo!

Conscientização da responsabilidade produtiva

É importante que a equipe de colaboradores esteja consciente da relevância de bater as metas de produção de cada setor para evitar gargalos. O engajamento dos funcionários para atingir os objetivos da empresa ajuda a reduzir os desperdícios e a identificar possíveis falhas.

Implantação de métricas

Não basta apenas avaliar a produtividade dos colaboradores, é necessário implantar metas de produção para cada peça fundamental da empresa. As métricas são indicadores de produtividade que estão ligados diretamente ao volume produzido por cada um dos funcionários.

Monitoramento da contabilidade

Para identificar falhas no sistema, uma forma eficiente é por meio do acompanhamento dos custos da produção da empresa. A gestão permite a avaliação dos gastos para manter a produtividade.

Realocação de recursos

A realocação dos recursos é uma ferramenta eficaz para evitar a ociosidade de setores dentro da empresa. Essa mudança dentro da contabilidade é eficiente para evitar impactos e prejuízos para a companhia.

Entender qual a capacidade da sua empresa em relação ao que é produzido dentro do período é fundamental para entender onde é possível que haja desperdícios de tempo e dinheiro. Por isso, é importante compreender as métricas para realocar os gastos e obter maior produtividade.

Agora que você já está familiarizado com a capacidade ociosa da empresa, aproveite para compartilhar este conteúdo com os seus contatos nas redes sociais. Assim, eles conferirão também as nossas dicas de gestão de negócios.

Posts relacionados

Deixe um comentário

Receba nossos conteúdos em primeira mão